Saneamento ecológico


O saneamento nas residências pode ser promovido de forma a reutilizar a água ou gases produzidos. Ou ainda pode ser realizado seco, sem uso de água e com produção de compostagem.

Tratamento de Esgoto Doméstico

Geralmente, para facilitar o tratamento e o reaproveitamento das águas servidas, separamos as águas cinzas das águas negras.

As águas cinzas são as águas residuais das pias e do banho e tem um tratamento mais simplificado. O tratamento primário realiza-se através de caixa de gordura e filtro de areia.

As águas negras são as águas residuais dos sanitários e contém grande carga de poluentes. Estas águas devem ser tratadas com maior cuidado, num sistema mais complexo.

Fossa Séptica, Filtro Aeróbico e Vala de Evapotranspiração

As águas negras podem ser tratadas pela seqüência de fossa séptica, filtro anaeróbico e vala de evapotranspiração. A fossa séptica retém os sólidos e realiza a primeira fase do tratamento. O filtro anaeróbico, realiza a segunda etapa do tratamento biológico e a vala de evapotranspiração, é a última fase do tratamento, onde o restante dos nutrientes são absorvidos pelas raízes de plantas de caule lenhoso. Estas plantas podem ser frutíferas, tornando o sistema de saneamento bastante produtivo. Estes sistema é capaz de realizar uma grande retirada dos resíduos e pode receber também as águas cinzas.

Filtro Anaeróbico

Vista interna de um filtro anaeróbico construído na Praia do Japão, Aquiraz, CE.

Como o solo é de pura areia, a contaminação do raso lençol de água é muito facilitada.
As moradoras optaram pela construção do sistema para não poluirem a água que usam.

Fossa, Filtro e Vala de Evapotranspiração

Sistema de saneamento ecológico contendo fossa, filtro e vala de evapotranspiração.
Casa da Pedreira, Maciço de Baturité, CE.

Saneamento Centro Tapeba

Saneamento ecológico construído no Centro Cultural dos Índios Tapeba, em Caucaia, CE.

A água purificada pelo sistema, destinou-se à vala de evapotranspiração para
irrigação de árvores frutíferas produtoras de alimentos para a comunidade indígena.

Círculo de Bananeiras

Uma simples forma de usar a água cinza é destiná-la para dentro de um círculo de bananeiras, onde alimentam e nutrem as raízes das plantas, produzindo muito alimento. O círculo é formado por um buraco redondo de mais ou menos um metro de diâmetro por meio metro de profundidade. A terra retirada é usada para formar um barranco ao redor do buraco, evitando que ele seja inundado por escorrimento de água da chuva. Sobre o barranco se plantam bananeiras, mamoeiros, feijões e o que mais se queira. Dentro do buraco são jogadas podas, cascas, e sobras de alimentos não cozidos. Após um período, pode-se extrair composto do buraco do círculo de bananeiras. Os feijões e outras rasteiras cobrem rapidamente o buraco, embelezando o círculo.

  • Círculo de Bananeiras
    Ao fundo, círculo de bananeiras em quintal permacultural em Pacoti, CE.
  • Círculo de Bananeiras
    Quintal permacultural em Limoeiro do Norte, CE, com círculo de bananeiras, com mamão, feijão, mandioca, batata, capim cidreira, acerola, hortelã, manjericão, dentre outras plantas, irrigadas com as águas da lavanderia e da pia da cozinha. O clima local é semi-árido.

Biodigestor

O biodigestor é um ambiente fechado se deposita matéria orgânica para sofrer decomposição anaeróbica (sem oxigênio no ar) e gerar biogás.

Biodigestor

Biodigestor de alvenaria em construção. Ibiúna, SP.

A matéria orgânica pode ser esgoto doméstico, esterco,lixo orgânico ou outro material orgânico. O biogás produzido pelo biodigestor é formado principalmente por metano (CH4) e gás carbônico (CO2) e pode substituir o gás de cozinha (gás butano) e ser utilizado como combustível do fogão. Com o biogás, também é possível realizar aquecimento de água e de ambientes e também gerar eletricidade.

Fogão alimentado com biogás

Fogão com chama alimentada pelo biogás produzido pelo biodigestor.

O sistema que construímos em parceria com o OIA (O Instituto Ambiental), consiste de biodigestor com zona de raízes. O biodigestor retém os sólidos e produz o gás e outros sistemas associados ao biodigestor como zona de raízes, tanque de algas, tanque de peixes, zonas de cultivo, composteiras, terminam por realizar a purificação da água oriunda do efluente.

A residência ou propriedade tem várias vantagens ao utilizar um biodigestor:

  • Não polui com geração de esgoto ou lixo orgânico,
  • Gera energia dentro de suas dependências,
  • Reduz custos e impacto ambiental com consumo de energia externa.

Biodigestor filtro raízes

O biossistema em construção composto de biodigestor (coberto por tampa), filtro e zona de raízes.

Sanitário Seco

O sanitário seco é uma caixa fechada, impermeabilizada, com fundo inclinado, tendo na sua parte superior, no lado de dentro da edificação, o assento do sanitário e e uma saída de ventilação. Na parte inferior, posicionada do lado de fora da edificação, fica a entrada da ventilação e uma tampa lacrada que pode ser aberta após alguns anos para a retirada de material compostado.

  • Sanitário Seco
    Vista do sanitário seco dentro da casa do Sr. Josias

  • Sanitário Seco
    Vista do sanitário seco (lado esquerdo da foto), ainda em construção,
    na casa do Sr. Josias. Projeto Taipa para o Brasil, Comunidade da Cachoeira, Maranguape, CE.